Breaking News

Álvaro Dias anuncia tomada de “medidas impopulares” na Prefeitura do Natal

O prefeito de Natal, Álvaro Dias (MDB), anunciou que espera a conclusão de um estudo que está sendo feito dentro do Poder Executivo natalense para anunciar a tomada de medidas “austeras, duras e impopulares”. A declaração foi dada ao jornal Tribuna do Norte neste domingo, 6.
De acordo com o prefeito, essas medidas precisarão ser tomadas de modo a garantir, no futuro, que os servidores do Executivo terão seus salários pagos em dia, dentro do mês trabalhado. Contudo, ele preferiu não adiantar que tipo de medidas serão essas, vez que ainda aguarda resultado de auditoria.
“Contratamos uma empresa de consultoria (Fundação Dom Cabral) para fazer um balanço do funcionamento da Prefeitura (…). Estamos aguardando a conclusão do estudo porque tenho certeza de que vamos precisar adotar medidas duras, austeras e impopulares, até para garantir equilíbrio”, contou o chefe do Executivo.
Segundo Álvaro Dias, essas medidas serão tomadas sem qualquer receio de sua parte, dada a necessidade de ajustar as contas da Prefeitura. Ele admitiu que podem haver demissões de servidores, desde que sejam autorizadas pela Constituição, e reconheceu haver excessos no funcionalismo.
“Nós temos um excesso comprovado e demonstrado. A Prefeitura conta hoje com 20 mil funcionários, sendo que funcionaria com 10 mil. Isso nos causa uma dificuldade enorme, pois mais de 65% da nossa arrecadação é destinada ao pagamento dos servidores. Restam 35% pra manter toda estrutura”, completou.
Álvaro Dias, eleito vice-prefeito nas eleições de 2016 em chapa com Carlos Eduardo Alves (PDT), assumiu o comando da Prefeitura do Natal em maio do ano passado, quando o então prefeito pediu renúncia para se candidatar ao cargo de governador do Rio Grande do Norte, onde acabou derrotado.



AGORA RN

Nenhum comentário