Breaking News

Pezão ficará preso sozinho em sala sem grades, com câmeras e terá que participar de hasteamento da bandeira

O governador Luiz Fernando Pezão, preso nesta quinta-feira (29) pela Polícia Federal, ficará sozinho em uma sala sem grades e monitorado por câmeras. Com cama e vaso sanitário, a sala de estado maior fica na unidade prisional da Polícia Militar, em Niterói, na Região Metropolitana do Rio de Janeiro.

Apesar de chegar à unidade próximo ao horário do jantar, Pezão teve direito à refeição noturna: arroz ou macarrão, feijão, farinha, uma carne, legumes, salada, sobremesa e refresco.

Caso queira apenas lanchar nesta primeira noite preso, o governador Pezão terá direito a um copo de guaraná e pão com manteiga ou bolo.

De acordo com as investigações, o governador do Rio de Janeiro, Luiz Fernando Pezão, preso nesta quinta-feira (29), não só fez parte do esquema de corrupção de Sérgio Cabral como também desenvolveu um mecanismo próprio de desvios quando seu antecessor deixou o poder. É o que afirmam autoridades da Lava Jato mobilizadas na Operação Boca de Lobo.

Segundo o MPF, há provas documentais do pagamento em espécie a Pezão de quase R$ 40 milhões, em valores de hoje, entre 2007 e 2015. De acordo com o MPF, o valor é incompatível com o patrimônio declarado pelo emedebista à Receita Federal.

A Operação Boca de Lobo decorreu de colaboração premiada homologada no Supremo Tribunal Federal e de documentos apreendidos na residência de um dos investigados na Operação Calicute.

Em função disso, o ministro Felix Fischer autorizou buscas e apreensões em endereços ligados a 11 pessoas físicas e jurídicas, bem como o sequestro de bens dos envolvidos até o valor de R$ 39,1 milhões.

Após três horas de depoimento na Polícia Federal, na Praça Mauá, no Centro do Rio, Pezão passou por uma unidade de triagem, em Benfica, na Zona Norte do Rio, antes de seguir para a unidade da PM em Niterói.

Durante o período de quarentena, a única visita que Pezão poderá receber será de seu advogado. O governador do RJ terá direito a banho de sol e poderá participar de atividades físicas.

Uma das regras da unidade vão impor a Pezão a participação, todas as manhãs, às 8h, do hasteamento de bandeira. A prática se repete às 18h. Ele também terá que fazer trabalhos no interior da unidade como cuidados com horta.

De acordo com a Polícia Militar, um scanner foi instalado para monitorar os presos, sem necessidade de revista manual, as entradas dos visitantes. "A instalação desse novo equipamento reduziu a praticamente zero a entrada de celulares e outros objetos proibidos", explicou a corporação.

Para a manhã desta sexta-feira (30), o café da manhã do governador do RJ será um pão com manteiga e café com leite.





G1

Nenhum comentário