Breaking News

Robinson diz que recebeu “herança maldita” de Rosalba e foi silenciado

O governador Robinson Faria, candidato à reeleição pelo PSD, voltou a culpar os senadores Garibaldi Alves Filho (MDB) e José Agripino Maia (DEM) de agirem para impedir que recursos federais fossem enviados ao Rio Grande do Norte para ajudar no pagamento do funcionalismo público.
Em entrevista à 96 FM e ao portal Nominuto.com, Robinson disse que herdou um Estado muito mais “falido” do que imaginava e que não se arrepende de ter rompido com Rosalba Ciarlini ainda nos primeiros seis meses da gestão da ex-governadora, do qual era vice. “Recebi uma herança maldita e não tive a oportunidade de falar, porque essas famílias controlam a maior parte dos meios de comunicação”, criticou.
O governador ressaltou que, apesar das dificuldades, sua gestão realizou obras importantes. Na educação, ele destacou a criação de 49 escolas em tempo integral e a construção de nove escolas técnicas. Na saúde, ele frisou a reforma de seis hospitais regionais, com criação de 120 leitos, e a reabertura da maternidade de Macaíba. Além disso, ele falou sobre programas de assistência social.
Quanto às finanças, Robinson registrou que, apesar das recomendações, não demitiu servidores públicos para equilibrar as despesas. Segundo o governador, se ele tivesse seguido o conselho dos outros poderes, pelo menos 20 mil servidores teriam sido demitidos. Quanto ao 13º salário, Robinson disse que faltam 25% do ano passado e que parte do valor deste ano já foi paga.
Por fim, ele também lamentou o fato de não poder receber a antecipação dos royalties do petróleo.



AGORA RN

Nenhum comentário