Breaking News

Laudo aponta que filho de Benes Leocádio foi atingido por projétil da Polícia Militar

O jovem Luiz Benes Leocádio Júnior, de 16 anos, morto em 15 de agosto após sequestro relâmpago em Natal, foi atingido por pelo menos um tiro de fuzil calibre 5.56 das forças militares. A conclusão foi do laudo balístico que examinou os fragmentos do projétil retirado do corpo do adolescente.
Luiz era filho do ex-prefeito de Lajes, Benes Leocádio, e foi sequestrado por dois criminosos e morto durante uma troca de tiros em tentativa de resgate da Polícia Militar. Ele foi alvejado duas vezes: uma na virilha e outra no dorso – o laudo, todavia, não confirma qual dos ferimentos foi provocado pela arma militar. O adolescente Matheus da Silva Régis, de 17 anos, era um dos sequestradores e também morreu no tiroteio.
De acordo com o laudo, obtido pela Tribuna do Norte, o projétil recolhido foi comparado com as oito armas recolhidas pela perícia. Em sete delas o resultado foi negativo, e em uma, inconclusivo. Seis das armas recolhidas foram utilizadas pelos agentes militares que tentaram interceptar os bandidos. As outras duas armas eram dos criminosos.
Ainda conforme o exame, foi identificado o uso de armas calibre .40 graças a projéteis encontrados no veículo onde Luiz Benes e os criminosos estavam durante a fuga. Os testes concluíram que os projéteis pertencem à arma Carabina Famae CT 40, oriunda da Polícia Militar.
O exame de resíduo de disparo também é esperado para confirmar se os criminosos que sequestraram Benes atiraram contra ele ou contra os policiais.
Caso
Luiz Benes foi sequestrado no dia 15 de agosto nas proximidades do escritório do pai, no bairro Tirol. Dois adolescentes tomaram o carro de assalto e o obrigaram a dirigir pela cidade. O veículo foi abordado pela Polícia Militar apenas em Pajuçara, na zona Norte. De acordo com o relato dos agentes, os criminosos atiraram contra a guarnição e houve reação. Na época, os agentes envolvidos disseram que tinham a informação de que Benes estaria preso no porta-malas e que, por isso, dispararam no restante do carro. Contudo, Benes era o motorista e acabou atingido.



AGORA RN

Nenhum comentário