Breaking News

Robinson foi quem mais recebeu recursos públicos para campanha até o momento

O governador Robinson Faria, candidato à reeleição pelo PSD, foi quem mais recebeu recursos públicos para a campanha até agora, entre os oito candidatos ao mesmo cargo no Rio Grande do Norte. Em seu primeiro relatório financeiro, apresentado nesta quarta-feira, 29, à Justiça Eleitoral, Robinson declarou ter recebido quase R$ 3,5 milhões.
Segundo a declaração do governador, todo o valor foi arrecadado por meio do Fundo Partidário destinado ao diretório estadual do PSD. Ele não declarou gastos até o momento.
A senadora Fátima Bezerra, candidata do PT, recebeu quase R$ 1,7 milhão. De toda a receita declarada pela petista, 99,4% foram transferências realizadas pela direção nacional do seu partido – que, por sua vez, retirou a verba do Fundo Público Especial para Financiamento de Campanhas. O restante (R$ 54,5 mil) foi oriundo do Fundo Partidário destinado ao diretório local do PT.
Em relação às despesas, Fátima Bezerra declarou ter contratado (comprometido) até o momento R$ 54.564,00, mas pagou até agora apenas R$ 59,40. Tudo se refere, segundo a candidata, a serviços gráficos (material de campanha, como adesivos), aluguel de imóveis e encargos financeiros.
Outro candidato que declarou ter recebido recursos públicos foi Carlos Eduardo Alves (PDT). Em seu primeiro relatório financeiro à Justiça Eleitoral, o ex-prefeito de Natal disse ter recebido R$ 908 mil, oriundos do Fundo Partidário destinado ao diretório estadual da sua legenda. Ele não declarou gastos até o momento.
Candidato do PSOL ao Governo do Estado, Carlos Alberto Medeiros declarou não ter recebido recursos públicos na primeira prestação de contas. Ele disse ter arrecadado quase R$ 97 mil até o momento, por meio de autofinanciamento (doação para a própria campanha).
Em relação aos gastos, o socialista declarou ter tido despesa de R$ 40,6 mil até agora, com carros de som, material gráfico e aluguel de imóveis.
Os demais candidatos – Brenno Queiroga (Solidariedade), Dário Barbosa (PSTU), Freitas Júnior (Rede) e Heró Bezerra (PRTB) – ainda não submeteram relatórios financeiros (nem de receitas nem de despesas).
O Tribunal Regional Eleitoral do Rio Grande do Norte (TRE-RN) informou ao Agora RN que os candidatos precisam apresentar relatórios financeiros à Justiça Eleitoral em até 72 horas após recebimentos ou despesas. O sistema da Justiça Eleitoral é atualizado três vezes por dia. Portanto, os valores mencionados nesta matéria podem mudar ainda ao longo desta quarta-feira, 29, a depender de novos relatórios submetidos pelos candidatos.
Além dos relatórios financeiros – que devem ser informados à medida que os recursos sejam recebidos – os candidatos são obrigados a apresentar à Justiça Eleitoral duas prestações de contas, com a consolidação das informações contidas nos relatórios financeiros: uma parcial (entre 9 e 13 de setembro) e outra final (em até 30 dias após o encerramento da campanha).



AGORA RN

Nenhum comentário