Breaking News

Capacidade dos principais reservatórios do RN é de menos de 30%


O Relatório da Situação Volumétrica dos Principais Reservatórios do Estado divulgado nesta quinta-feira,2, pelo Instituto de Gestão das Águas do RN (Igarn), indica que as reservas hídricas superficiais totais Estaduais, atualmente, possuem 29,02% da sua capacidade total de acúmulo de água.
Maior reservatório do Estado, com capacidade para 2,4 bilhões de metros cúbicos, a Barragem Armando Ribeiro Gonçalves (ARG) está com 664.805.333 metros cúbicos, percentualmente, 27,70% do seu volume total.
A Barragem Santa Cruz do Apodi, com capacidade para 600 milhões de metros cúbicos, está com um aporte hídrico de 163.272.850 metros cúbicos, que representam 27,23% da sua capacidade total.
O açude Umari, em Upanema, com capacidade para 292,813 milhões de m³, está com 129.448.645 metros cúbicos, percentualmente, 44,21% do volume total do manancial.
Dos 47 reservatórios, com capacidade superior a 5 milhões de metros cúbicos, 8 reservatórios permanecem em volume morto, percentualmente 17% do mananciais potiguares. Já os mananciais secos, atualmente, são três, percentualmente, 4,1% dos açudes potiguares. Portanto, em termos gerais, a situação continua estável, em comparação com o último relatório lançado em junho.
Entre os reservatórios que estão na classificação de alerta, com volumes inferiores a 25% das suas capacidades, mas que estão acima do volume morto, os números dos aportes hídricos são os seguintes: Boqueirão de Angicos, que está com 1,976 milhões de metros cúbicos, percentualmente, 12,34% de sua capacidade; Itans, em Caicó, com 7,100 milhões m³, ou 8,69% do total que consegue acumular; e Passagem das Traíras, com 1,819 milhões de m³, ou 3,66% da capacidade do reservatório.
As reservas hídricas superficiais totais do estado atualmente são 1.280.384.340 m³, que percentualmente representam 29,02% do total de 4,404 bilhões de m³ de reservas superficiais estaduais.
Dos oito reservatórios que atingiram 100% da capacidade de acumulação de água, Riacho da Cruz II está com 93,07% de reservas; Apanha Peixe está com 99%; Santo Antônio de Caraúbas está com 79,58%; Encanto está com 90,96%; Brejo está com 88,38%; Beldroega está com 85,84%; Pataxó está com 88,16% e Mendubim está com 88,09%.
Sobre os volumes das principais lagoas potiguares
A Lagoa de Extremoz, responsável por parte do abastecimento da Zona Norte da Capital, está com 100% do seu volume, que é de 11 milhões de m³. A Lagoa do Jiqui que possui 440 mil metros cúbicos e abastece parte da Zona Sul de Natal permanece completamente cheia. A Lagoa do Bonfim, que fornece água para a Adutora Monsenhor Expedito, está com 56,35% do seu aporte total.




AGORA RN

Nenhum comentário