Breaking News

Por problemas ambientais, Terminal Salineiro de Areia Branca é interditado


O Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) embargou nesta quinta-feira, 12, o Terminal Salineiro de Areia Branca, administrado pela Companhia Docas do Rio Grande do Norte (Codern), em razão de pendências no processo de regularização ambiental do empreendimento e irregularidades constatadas durante inspeção.
A equipe de fiscalização identificou inconformidades e irregularidades relacionadas ao armazenamento e abastecimento de combustíveis, contaminação do solo, lançamento de resíduos no mar, instalações inadequadas e acúmulo de resíduos sólidos, entre outras questões.
De acordo com o Ibama, a companhia (Codern) já havia sido autuada e notificada. Como não houve correção dos problemas, o embargo foi necessário para impedir a continuidade dos danos ambientais.
“Além da proteção ambiental, a ação do Ibama tem o objetivo de garantir a segurança dos trabalhadores e usuários em razão dos graves problemas constatados. Após a regularização do processo de licenciamento e correção das irregularidades identificadas, as atividades poderão ser retomadas”, afirma do diretor de Proteção Ambiental do Ibama, Luciano Evaristo.
Em nota, a Codern informou que está “concentrando todos os esforços no objetivo de atender às exigências”. Ainda segundo a companhia, o diretor-presidente da empresa, Fernando Dinoá, está indo a Brasília para se reunir com o Ministério do Meio Ambiente e o Ibama, a fim de encontrar uma solução para os problemas apontados.



AGORA RN

Nenhum comentário