Breaking News

SEEC discute implantação de projeto sobre violência contra a mulher nas escolas


Na tarde de quarta-feira, 12, a secretária de Educação do RN, Cláudia Santa Rosa, juntamente com a secretária de Políticas Públicas para as Mulheres, Flávia Lisboa, se reuniram, por videoconferência, com a assessora da Organização das Nações Unidas (ONU), Carol Fernancine, para discutir a implantação do projeto “O valente não é violento” nas escolas de ensino médio da rede estadual de ensino. A iniciativa busca trazer para a sala de aula discussões sobre violência contra a mulher.
A parceria entre as secretarias foi firmada em 2017, diante dos altos índices de feminicídio registrado no estado. O projeto busca conscientizar os estudantes sobre essa realidade, através do desenvolvimento de atividades no ambiente educacional, as inserindo no projeto político-pedagógico das escolas e nos componentes curriculares das disciplinas. “As ações já foram traçadas e vamos iniciar o trabalho nas escolas da capital, que são carentes e estão mais próximas. Vejo uma equipe empenhada em levar adiante uma formação bastante consistente”, disse Santa Rosa.
As 15 escolas de ensino médio que participarão do projeto foram selecionadas de acordo com critérios como baixo índice de desenvolvimento da educação básica (IDEB), escolas localizadas em áreas de vulnerabilidade social e unidades de ensino atendidas pelo programa saúde na escola. Nesses locais, foi iniciado um processo de sensibilização, mobilização e planejamento para a chegada da iniciativa.
“Um projeto junto com os professores, direcionado para alunos de ensino médio, sendo trabalhado de uma forma lúdica, tranquila, aberta e segura para que eles possam romper conceitos rígidos e certos papéis que podem levar a comportamentos de violência, como no tratamento das mulheres”, declarou a Assessora da ONU Carol Fernancine.
Durante a videoconferência foram discutidos os encaminhamentos para o projeto, de acordo com a equipe pedagógica, do planejamento e dos programas prioritários da Secretaria. “Nossa perspectiva é construir uma cultura de paz e não violência, trabalhando em nossas escolas, questões de gênero, preconceitos e respeito à mulher”, afirmou João Maria Moura, coordenador do Núcleo Estadual de Educação para a Paz e Direitos Humanos da Secretaria de Educação do RN.
“Sei que a Secretaria de Educação abraça essa ideia. Levar essa questão da informação de tipo de violência, equidade de gênero, levando a informação até esses adolescentes, combatendo o machismo e a escola é o melhor local. Estamos iniciando o trabalho na capital e, posteriormente, vamos estender para todo o RN”, declarou a Secretária Estadual da Mulher, Flávia Lisboa.
Participaram da reunião representantes da Coordenadoria de Desenvolvimento Escolar, das Subcoordenadorias de Ensino Médio, Ensino Fundamental, Educação de Jovens e Adultos e Educação Especial e do Núcleo Estadual da Educação para a Paz e Direitos Humanos.



AGORA RN

Nenhum comentário