Breaking News

Chapa do PSB pode ser absorvida por grupo de Carlos Eduardo e Garibaldi


Sem espaço no grupo do PT e do PSD, o grupo do PSB e a pré-candidatura de Fábio Dantas ao Governo pode acabar sendo absorvido pela chapa encabeçada pelo ex-prefeito de Natal, Carlos Eduardo Alves (PDT). A ideia seria preencher os espaços que “sobraram” e tentar salvar os nomes do partido com mandato – neste caso, o deputado federal Rafael Motta e o estadual Ricardo Motta.
Essa absorção pode ocorrer pela indicação da deputada estadual Cristiane Dantas (que é do PPL, mas compõe o grupo do PSB por ser a mulher de Fábio Dantas), para a vaga de vice de Carlos Eduardo, caso a prefeita de Mossoró, Rosalba Ciarlini (PP) feche mesmo o apoio à reeleição do governador Robinson Faria (PSD). Dessa forma, Fábio voltaria para a disputa por uma vaga na Assembleia Legislativa, conforme comenta-se nos bastidores políticos do RN.
Outra opção também comentada seria a indicação de Fábio Dantas para ser suplente de Garibaldi Filho (MDB) no Senado Federal, com a promessa de que ele assumiria o mandato em algum momento dos próximos oito anos. Essa possibilidade manteria Crisitane Dantas na disputa pela reeleição para a Assembleia, compondo a coligação do PSB que já conta com Ricardo Motta.
A absorção do PSB ao grupo de Carlos Eduardo também representaria um reforço as chapas proporcionais do PDT-DEM-MDB, que atualmente estão sendo compostas e ainda aguardam outros aliados, como o PODEMOS, do recém-aliado Antônio Jácome, deputado federal que deve concorrer ao Senado.



AGORA RN

Nenhum comentário