Breaking News

Túneis são descobertos e fuga é abortada na maior penitenciária do RN

Túneis foram descobertos escavados nos pavilhões 1 e 4 de Alcaçuz (Foto: Divulgação/Direção de Alcaçuz)

Dois túneis foram descobertos na manhã desta quarta-feira (26) nos pavilhões 1 e 4 da Penitenciária Estadual de Alcaçuz - maior unidade prisional do Rio Grande do Norte. Segundo a direção, pelo menos 42 detentos estavam preparados para escapar. A última fuga de Alcaçuz, de acordo com a diretora Dinorá Simas, aconteceu no dia 3 de outubro de 2012, quando três detentos conseguiram escapar. Na ocasião, dois foram recapturados e um morreu ao ser baleado com um tiro de fuzil.

Com capacidade para 640 presidiários, Alcaçuz possui atualmente 878 internos. No pavilhões 1, estão encarcerados 188 homens. No pavilhão 4, estão outros 130 presos.
A direção da penitenciária informou que 22 presos do pavilhão 1 e outros 22 do pavilhão 4 arrombaram celas, participaram da tentativa de fuga e irão responder a uma sindicância. "Quando perceberam a presença dos agentes, os presidiários correram de volta para as carceragens e ninguém conseguiu escapar", disse Ivo Freire, vice diretor de Alcaçuz.
Alcaçuz
A Penitenciária Estadual de Alcaçuz, localizada no município de Nísia Floresta, na Grande Natal, possui atualmente 878 homens, além de outros 350 detentos que estão custodiados no Presídio Rogério Coutinho Madruga (Pavilhão 5), anexo da unidade.
Pavilhão 1 da Penitenciária de Alcaçuz é alvo da operação de revista da PM (Foto: Henrique Dovalle/G1)






























Fonte: g1/RN