Breaking News

Obras de mobilidade paralisaram abastecimento 16 vezes em Natal


Investimento é de R$ 114 milhões (Foto: Alex Régis)A Companhia de Águas e Esgotos do Rio Grande do Norte (Caern) informa que as obras de mobilidade urbana de Natal causaram 16 rompimentos de tubulações neste mês na avenida Capitão Mor Gouveira. Os problemas têm causado desabastecimento no bairro Bom Pastor, na zona Oeste da capital potiguar, o que motivou um protesto de moradores na manhã desta quarta-feira (26). De acordo com a Caern, os manifestantes atiraram pedras, queimaram pneus e ameaçaram funcionários no escritório da companhia no bairro.

A Caern afirma que os rompimentos estão sendo causados pelos tratores da EIT (Empresa Industrial Técnica), que executa obras de mobilidade urbana, de responsabilidade da Prefeitura de Natal. Os rompimentos têm obrigado a companhia a suspender o fornecimento de água.



O gestor da Unidade de Operação e Manutenção da Regional Natal Sul, Jacques Gomes Pinheiro, explica que quando os consertos terminam e a água começa a chegar gradativamente nos imóveis, novos problemas surgem e a o fornecimento é novamente suspenso. Ele ressaltou ainda que as máquinas pesadas e os equipamentos que causam vibrações no solo, com deslocamento da tubulação, aceleram os rompimentos.

Em duas semanas a companhia já trocou mais de 30 metros de tubulação danificada na avenida Capitão Mor Gouveia. A cada parada no sistema é preciso um espaço de tempo para que o mesmo seja normalizado. Como alternativa a Caern está utilizando carro-pipa para atender a comunidade.

A companhia acrescenta que vem buscando soluções em curto prazo junto à prefeitura. Sobre as manifestações, a empresa informa que quando os protestos da população "extrapolam o limite do bom senso e colocam em risco a integridade dos empregados e também da empresa, que é um bem da sociedade, são repudiadas por todos que fazem a Caern".




Fonte: G1/RN