Breaking News

Americano é preso em Natal após atingir limite máximo no bafômetro

Teste do bafômetro feito pelo americano atingiu o limite máximo que o aparelho registra  (Foto: Reprodução/Inter TV Cabugi)
Um americano de 43 anos foi detido em uma blitz da Lei Seca na madrugada desta quinta-feira (27) na avenida Engenheiro Roberto Freire, na zona Sul de Natal. Segundo a Companhia de Policiamento Rodoviário Estadual (CPRE), o teste de bafômetro do condutor acusou 2,99 miligramas de álcool por litro de ar expelido, o máximo que o aparelho pode registrar. Foram recolhidas na operação 103 Carteiras Nacionais de Habilitação (CNH) e 17 pessoas foram presas. A operação teve o apoio do Departamento Estadual de Trânsito do Rio Grande do Norte (Detran-RN).

De acordo com o tenente Styvenson Valentim, que comandou a operação, o americano é natural da Califórnia e possuía habilitação para dirigir no Brasil. "Ele mora em Natal há algum tempo e apresentou os dois documentos de habilitação. Não encontramos bebida no carro dele, porém o exame acusou o máximo que o aparelho pode registrar", disse o policial militar.
O condutor foi preso por embriaguez ao volante e encaminhado para Delegacia de Plantão da zona de Sul, no bairro de Candelária.
Além do americano, um capitão da Polícia Militar teve a carteira de habilitação retida durante a operação desta quinta. O tenente disse que o oficial recusou-se a fazer o teste do bafômetro. "Ele alegou que conhecia a lei e disse que não faria o teste. Nós recolhemos a CNH temporariamente e o veículo dele ficou retido", acrescentou Styvenson.
Os nomes do americano e do capitão da PM não foram divulgados.
Americano foi detido e teve a CNH apreendida durante blitz em Natal (Foto: Reprodução/Inter TV Cabugi)
Americano foi detido durante blitz em Natal
(Foto: Reprodução/Inter TV Cabugi)
Carnaval
O tenente contou também que praticamente todos os veículos que passavam pela via foram parados. "A blitz abordou a grande maioria dos condutores. Em alguns veículos encontramos latas de aguardente e até garrafas de vodka", falou ele.
O policial militar disse ainda que as blitzen devem seguir durante todo o período carnavalesco. "Estamos desde janeiro fazendo esse trabalho e vamos fazer durante todo o carnaval. Minha visão é positiva, pois estamos mudando o hábito das pessoas. Eu sei que o número de pessoas pegas é alto, mas eu percebo que os condutores estão se conscientizando em relação a abordagem. Estão aceitando melhor o nosso trabalho", concluiu.
Arte bafômetro vale (Foto: Editoria de Arte / G1)Arte bafômetro vale (Foto: Editoria de Arte / G1)
Lei Seca
As novas regras da Lei Seca consideram ato criminal quando o motorista é flagrado dirigindo com índice de álcool no sangue superior ao permitido pelo Código Brasileiro de Trânsito – 0,34 miligrama de álcool por litro de ar expelido ou 6 decigramas por litro de sangue.
A pena é de detenção de seis meses a três anos, multa e suspensão temporária da carteira de motorista ou proibição permanente de se obter a habilitação.
Condutores autuados por esse tipo de infração pagam R$ 1.915,40 perdem sete pontos e têm as carteiras de motorista apreendidas. O valor é dobrado caso o motorista tenha cometido a mesma infração nos 12 meses anteriores.
Se o bafômetro registrar um índice igual ou superior a 0,05 miligrama de álcool por litro de ar, mas abaixo dos 0,34 permitidos pelo Código de Trânsito, o condutor é punido apenas com multa.
No exame de sangue, o motorista será multado por qualquer concentração de álcool, e pode ser preso se tiver mais que 6 decigramas de álcool por litro de sangue.


Fonte: g1/RN