Breaking News

'Além de ser queimada, idosa de 80 anos foi esfaqueada', diz delegado

Corpo de Bombeiros foram chamados para controlar incêndio que matou idosa em Pirangi, na zona Sul de Natal (Foto: Elizama Cardoso/Inter TV Cabugi)
A aposentada Beatriz Rosalina da Rocha, de 80 anos, que morreu queimada dentro de casa na tarde deste domingo (9) no conjunto Pirangi, na zona Sul de Natal, também foi esfaqueada no pescoço. A informação é do delegado Elói Xavier, da Delegacia de Plantão da zona Sul da cidade. Segundo o delegado, o filho da vítima – um corretor de seguros de 46 anos – foi preso logo após a casa pegar fogo e é o único suspeito do crime.

"Encontramos uma faca de cozinha com manchas de sangue dentro do bolso dele. Ele nega que tenha matado a mãe e ateado fogo na casa. Porém, a faca que estava com ele, inclusive, foi a mesma que ele usou para ameaçar o dono de um bar, exigindo um carro para fugir", revelou Elói.
Ainda de acordo com o delegado, o suspeito se defende dizendo que foi um traficante quem invadiu a casa e incendiou o imóvel. “Ele mente. Tenho certeza absoluta que foi ele. Só estavam ele e a mãe em casa. Tanto que o autuei em flagrante por homicídio e incêndio criminoso”, acrescentou o delegado.
A faca apreendida foi enviada para perícia no Instituto Técnico-Científico (Itep). Já o suspeito, permanece detido na delegacia e deve ser encaminhado para uma unidade prisional do estado nesta segunda-feira (10).
Ainda de acordo com Elói, o corretor foi detido após o incêndio – e depois de ameaçar matar o dono de um bar que fica perto da residência da idosa. “Quando a polícia chegou à casa que pegou fogo, o filho foi encontrado embriagado, mas logo foi embora. Depois ele foi para um bar e ameaçou matar o proprietário com uma faca. Depois ele voltou para a casa da mãe, onde foi preso”, acrescentou Elói.
O incêndio
Segundo informações do tenente Pedro Henrique, do Corpo de Bombeiros, a casa pegou fogo por volta das 15h. O imóvel fica na rua Campanaro, na primeira etapa do conjunto Pirangi, na zona Sul da cidade. “A casa queimou quase por inteiro. Pegou fogo na sala e em dois quartos. Quando chegamos, encontramos o corpo da mulher, ainda em chamas, entre o banheiro e um dos quartos. O filho dela, do lado de fora e aparentemente embriagado”, relatou o tenente.
Segundo o comandante geral da PM, coronel Francisco Araújo Silva, os policiais que atenderam a ocorrência disseram que o filho da idosa chegou à residência depois que o fogo começou, e que ele foi embora assim que ficou sabendo da morte da mãe.


Fonte: G1/RN