Breaking News

Mobilidade na Copa tem 75% das obras atrasadas ou descartadas


A partir da proxima quinta-feira (12), vão faltar seis meses até o jogo de abertura da Copa do Mundo 2014 no Brasil. Segundo dados dos comitês gestores locais do evento, 75,6% das obras de mobilidade previstas para o Mundial estão atrasadas ou não serão entregues para a competição. Além disso, muitas delas custarão mais caro do que o governo previu.
G1 publica, entre 9 e 15 de dezembro, uma série de reportagens sobre os preparativos para a Copa do Mundo 2014.
Segundo o levantamento, das 74 ações de mobilidade, 18 não serão mais entregues e outras 38 tiveram prazos prorrogados, a grande maioria para maio de 2014, a um mês do evento (Veja o andamento das obras na tabela abaixo).
Os projetos de mobilidade, anunciados como carro-chefe do mundial e essenciais para os deslocamentos até os estádios e dentro das cidades onde ocorrerão os jogos, recebem verba federal, municipal e estadual.
Entre as justificativas apontadas pelos gestores para o atraso ou cancelamento das obras estão burocracia, chuvas, imprevistos, disputas judiciais sobre desapropriações, impasse para obtenção de licenças, entre outros.
Hoje, a matriz de responsabilidade (documento que contém os projetos de cada sede) conta com 45 projetos de mobilidade em andamento ou concluídos, segundo o Ministério do Esporte.
Onze foram transferidos para a carteira do PAC (Programa de Aceleração do Crescimento). Isso significa que elas continuam em andamento, mas não mais para a Copa.
Os atrasos e mudanças na matriz diminuíram o total de investimentos previstos para mobilidade de R$ 11,9 bilhões para os atuais R$ 7,02 bilhões. O gasto nessa área será menor do que os R$ 8 bilhões destinados aos estádios.
O Ministério do Esporte afirma, em nota, que "as obras excluídas da matriz de responsabilidades representam a minoria dos projetos executados e a retirada dessas obras não compromete a realização da Copa do Mundo". "Algumas delas ainda poderão ficar prontas antes do Mundial."
G1 também apurou que, apesar da redução nos investimentos, parte das obras custarão mais caro aos cofres públicos. É o caso do Corredor Aeroporto-Rodoferroviária, em Curitiba, cujo preço inicial saltou de R$ 104,8 milhões na matriz de 2010 para R$ 143,19 milhões.
O VLT de Cuiabá passou de R$ 1,26 bilhão para R$ 1,57 bilhão, e o BRT (Bus Rapid Transit) Antônio Carlos / Pedro I, em Belo Horizonte, custará R$ 713,4, ante os R$ 633,9 milhões inicialmente orçados.
A pasta diz que "os ajustes orçamentários realizados na execução de obras podem ocorrer em qualquer projeto, em razão das circunstâncias que se apresentam. Principalmente, em grandes obras".
"Muitas vezes, esses ajustes são feitos devido ao formato em que as licitações foram feitas. Os ajustes podem acontecer também por alterações no empreendimento original", afirma o governo.
A previsão de gastos com a Copa já chegou a ser estimada em R$ 33 bilhões, mas diminuiu em razão das desistências. Da previsão atual de R$ 25,6 bilhões, apenas R$ 3,8 bilhões são de recursos privados.
"Alguns projetos deixaram a matriz, resultando na redução do valor global de investimento. Os projetos retirados integraram o Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) e serão concluídos", complementa o ministério.
"Vale destacar que todas as obras da Matriz de Responsabilidades da Copa do Mundo – incluindo estádios, mobilidade urbana, portos e aeroportos – são fiscalizadas por diversos órgãos de controle, como CGU, TCU, Tribunais de Contas Estaduais e Ministério Público", conclui a pasta.
(Com reportagem do G1 AM, G1 BA, G1 CE, G1 MG, G1 DF, G1 MT, G1 PE, G1 PR, G1 RJ, G1 RS, G1 RN e G1 SP)
UFObraPrevisão de entregaSituação atualmotivo da prorrogação/ atraso/ cancelamentoO que diz o gestor responsável
AMMonotrilhoout/12Descartada para a Copa. Aguarda recursos e liberação da JustiçaBurocracia, atraso na aprovação, liberação de recursos para execução e irregularidades apontadas pela Justiça, informou o governo do AMO governador do Amazonas, Omar Aziz, afirmou que o monotrilho não é a solução para os problemas de transporte em Manaus e que a capital necessita de ações conjuntas e integradas que possam promover a mobilidade. "Não é só o monotrilho. Você tem que ter o sistema integrado, o BRT. Será necessária também a construção de novas vias e uma delas é a continuação da Avenida das Torres. Com isso será possível ter uma boa composição entre transporte coletivo e os carros", disse.
AMBRT Eixo Leste Centronov/12Descartada para a Copa. Aguarda recursos e liberação da Justiça
BARequalificação de 4 rotas de acesso à Arena Fonte Novajun/13Entregue----
CEVeículo Leve Sobre Trilhos (VLT) Parangaba-Mucuripe1º semestre de 2014NormalDesapropriaçõesSegundo a assessoria de imprensa do governo do estado, a administração enfrentou "ações contestadoras" do Ministério Público durante a desocupação de áreas para execução das obras. Apesar disso, o governo diz que elas ficarão prontas a tempo.
CEEstações do VLT1º semestre de 2014NormalAs obras avançam conforme o cronograma original, diz a assessoria de imprensa da Companhia Cearense de Transportes Metropolitanos (Metrofor)
CEObras de melhoria nas avenidas Alberto Craveiro, Paulino Rocha, Via Expressa e Raul Barbosa e rotatória do Castelão1º semestre de 2014ProrrogadaSegundo atual gestão da Prefeitura de Fortaleza, houve atrasos no andamento das obras durante a gestão anteriorSegundo a assessoria de imprensa da Prefeitura de Fortaleza, as obras foram recebidas com atraso da gestão anterior. A prefeitura afirma que foi contratada a empresa Delta, cujo contrato foi rescindido após escândalos recentes. As obras ficaram paradas por seis meses, disse a administração. A nova gestão diz que estabeleceu novo prazo de entrega, que está mantido para o primeiro semestre de 2014.
DFVeículo Leve sobre Trilhos (VLT)2015Cancelada por determinação judicial----
DFExpansão da DF-047 - EPARmai/14Normal--O governo do DF afirma que o investimento é suficiente para a Copa do Mundo e Brasília provou, com o sucesso da abertura da Copa das Confederações, em 15 de junho de 2013, que já está pronta para sediar grandes eventos, nacionais e internacionais. Ao contrário dos grandes centros, a capital federal possui largas avenidas, que facilitam o tráfego, e aeroporto a apenas 15 minutos do centro. Além disso, o estádio está localizado em um raio de 3km dos setores hoteleiro, hospitalar, shoppings, do centro de convenções (que sediará o Centro de Mídia), entre outros, o que facilita e incentiva o acesso a pé.
MGExpansão da Central de Controle de Trânsitojan/14Prorrogada--"Temos nossos atrasos, mas nós vamos chegar à Copa do Mundo com as nossas obras de mobilidade em pleno funcionamento. Isso é uma boa notícia. Podemos garantir isso para vocês com muita tranquilidade", disse o prefeito de Belo Horizonte, Marcio Lacerda, em novembro.
MGVia 710abr/15ProrrogadaDesapropriações
MGBoulevard Arrudasmai/13ProrrogadaMudança no projeto
MGBRT Antônio Carlos - Pedro Imar/14ProrrogadaComplexidade e desapropriações
MGBRT Cristiano Machadofev/14Prorrogada
MGBRT Centralfev/14Prorrogada
MGVia 210mai/14ProrrogadaDesapropriações
MGCorredor Pedro II e Obras Complementares1º semestre de 2014ProrrogadaMudança no projeto
MTViaduto do DespraiadoEntregueEntregueGreve no Dnit, readequação do projeto e massa asfáltica inapropriadaGoverno não se manifestou
MTDuplicação Avenida Archimedes Pereira Lima e Ponte sobre o Rio Coxipóabr/14Normal----
MTComplexo Viário do Tijucaljan/14ProrrogadaTCE apontou atraso de 120 a 150 diasGoverno não se manifestou
MTViaduto Dom Orlando Chavesdez/13ProrrogadaEmpresa alegou dificuldade com remoção de interferências no curso da obra
MTTrincheira Santa Rosadez/13ProrrogadaMudança da empreiteira responsável
MTTrincheira Santa Isabeldez/13ProrrogadaMudança da empreiteira responsável
MTTrincheira Jurumirim/Trabalhadoresmar/14Prorrogada--
MTAvenida Parque do Barbadoabr/14Prorrogada--
MTVeículo Leve sobre Trilhos (VLT)2014ProrrogadaInterferências das redes de telefonia, saneamento e energia elétrica no curso da obra
PETI - Aeroportoabr/12Entregue----
PEEstação Metrô Cosme e Daminãomai/13Entregue----
PETI - TIPabr/13Entregue----
PEViaduto de Ouro Pretoabr/13Entregue----
PEConectores do Aeroportojul/11Entregue----
PEViaduto (leste) dos Bultrinsfev/13Entregue----
PEViaduto da BR-408abr/13Entregue----
PETerminal Marítimo de Passageirosout/13Entregue----
PEViaduto da Pan Nordestinajun/12Entregue----
PERamal Cidade da Copa (interno)mai/13Entregue----
PEAquisição de 6 novas trensabr/13Entregue----
PEDuplicação da BR-408nov/12Entregue----
PETerminal Integrado Cosme e Damiãojan/14ProrrogadaDesistência da empresa que havia vencido licitaçãoSegundo a Secretaria das Cidades do governo de PE, faltam poucas etapas para a conclusão. “Estamos dentro do cronograma previsto até o limite de junho. São obras complexas, é difícil trabalhar em locais ocupados, construindo túnel, elevado, corredor, que altera a rotina da cidade. Já superamos todos os obstáculos burocráticos”, afirma o secretário Danilo Coelho.
PEVia Mangueabr/14ProrrogadaDemora na liberação de licenças ambientais
PERamal Cidade da Copa (trecho externo)mar/14ProrrogadaDesapropriaçõesA desapropriação dificultou a conclusão das obras, segundo o governo. Os processos demoram e é preciso esperar pela liberação da área para dar continuidade, diz Secretaria das Cidades do governo de Pernambuco
PECorredor Norte-Sulmar/14ProrrogadaDesapropriações
PECorredor Leste-Oestemar/14ProrrogadaDesapropriações
PRCorredor da Avenida Cândido de Abreu--Descartada para a CopaEncarecimento do valor previstoOs comitês municipal e estadual da Copa dizem que as obras serão suficientes. A prefeitura diz que assumiu com um cronograma de obras atrasado, mas está trabalhando para entregar tudo antes do evento. O governo estadual diz que os atrasos são decorrentes da chuva e de problemas burocráticos com a Caixa e o Ministério das Cidades, que travavam as obras a cada pequena mudança nos projetos
PRRequalificação de vias existentes do Corredor Metropolitano--Descartada para a CopaProblemas de projeto que subestimaram o valor da obra
PRVias de Integração Radial Metropolitanasmai/14ProrrogadaChuvas e burocracias do financiamento
PRLinha Verde Sulmai/14ProrrogadaDesistência da empresa que havia vencido licitação
PRCorredor Aeroporto/Rodoferroviáriamar/14ProrrogadaPrazo definido em cima de projeto básico - superficial
PRSistema Integrado de Monitoramentonov/13ProrrogadaPrazo definido em cima de projeto básico - superficial
PRReforma do Terminal Santa Cândidamai/14ProrrogadaPrazo definido em cima de projeto básico - superifical
PRCorredor da Avenida Marechal Floriano Peixotomai/14ProrrogadaPrazo definido em cima de projeto básico - superifical
PRReforma da Rodoferroviáriamai/14ProrrogadaProjeto foi reformulado após veto do Iphan
RJBRTmar/14ProrrogadaRetirada da matriz da Copa--
RJEntorno Maracanãjan/14Prorrogada--Falta terminar a passarela que liga o estádio até a Quinta da Boa  Vista, informou o secretário municipal de Obras
RJEstação Maracanãmai/14Prorrogada--A Secretaria de Obras diz que ficará pronta em dezembro/13 e que atraso ocorreu por causa de outras obras que estão sendo feitas no centro do Rio. A Estação Multimodal do Maracanã, responsabilidade do governo do estado, será entregue dentro do prazo, informou o gestor
RNReestruturação da Av. Eng. Roberto Freire--Descartada para a CopaRetirada da matriz da CopaGoverno não se manifestou
RNAeroporto Internacional de São Gonçalo do Amaranteabr/14Normal--O Consórcio Inframérica diz que antecipou a entrega do aeroporto para que ele possa receber a demanda de passageiros da Copa do Mundo de 2014 em Natal
RNAcesso Sul aeroportomai/14ProrrogadaMudança na licitaçãoO governo reconhece que faltou recurso para iniciar as obras
RNAcesso Norte aeroportomar/14ProrrogadaProblemas na licitaçãoO governo reconhece que faltou recurso para iniciar as obras
RNMobilidade urbana no entorno da Arena das Dunasmai/14ProrrogadaDemora na elaboração dos projetos executivos"As empresas possuem bom conceito para executar esse tipo de obra. A velocidade de escoamento no entorno do estádio vai subir de 40 quilômetros por hora para até 70 quilômetros por hora", afirma o secretário municipal de Obras Públicas e Infraestrutura, Tomaz Neto
RNLigação do bairro de Igapó, na zona Norte de Natal, à Arena das Dunas, na zona Sul da cidademai/14ProrrogadaDesapropriações"Tivemos que readequar para dar condição de execução à obra. A empresa nos garantiu que será entregue. Também contamos com as boas condições de tempo para não haver atraso", diz o secretário municipal de Obras Públicas e Infraestrutura, Tomaz Neto
RNProlongamento da avenida Prudente de Moraismai/14ProrrogadaQuestões ambientais, contratuais e relacionados a desapropriações, aumento no preço inicial"Tivemos problemas de ordem ambiental, legal, de desapropriações e mudanças no projeto. Foram problemas de um contrato que começou sem planejamento", afirma Demétrio Toress, secretário extraordinário de Assuntos Relativos à Copa de 2014 e diretor do Departamento Estadual de Estradas e Rodagens (DER)
RSObras da Terceira PerimetralindeterminadoDescartada para a CopaDesapropriações e falhas no projeto básicoA Prefeitura de Porto Alegre já admitiu que a maioria dos projetos previstos para a Copa será entregue após o Mundial. O Executivo diz que os atrasos não prejudicarão a qualidade do evento e promete entregar até maio de 2014 o projeto do entorno do Estádio Beira-Rio, considerado fundamental para a realização dos jogos. O projeto envolve as obras de duplicação da Avenida Edvaldo Pereira Paiva (Beira-Rio), a criação de um corredor de ônibus na Avenida Padre Cacique e a construção de um viaduto nas imediações. Segundo a prefeitura, os atrasos foram causados por imprevistos, como disputas judiciais por desapropriações e impasses para a obtenção de licenças ambientais e para o reassentamento de famílias, entre outros. A prefeitura nega falta de planejamento e falha na elaboração dos projetos, como apontado pelo TCE-RS no último relatório de acompanhamento das obras, em junho. Um novo cronograma para as obras pendentes está sendo elaborado em conjunto com o governo federal
RSDuplicação da Avenida TroncoindeterminadoDescartada para a CopaDesapropriações
RSDuplicação da Rua Voluntários da PátriaindeterminadoDescartada para a CopaDesapropriações, entraves patrimoniais e arqueológicos
RSProlongamento da Avenida Severo DulliusindeterminadoDescartada para a CopaEntraves ambientais e falhas no projeto básico
RSBRT da Avenida Bento GonçalvesindeterminadoDescartada para a CopaParalisações por falta de areia e por determinação do TCE e etapas não contratadas/iniciadas
RSBRT da Avenida João PessoaindeterminadoDescartada para a CopaParalisações por falta de areia e por determinação do TCE e etapas não contratadas/iniciadas
RSBRT da Avenida Protásio AlvesindeterminadoDescartada para a CopaParalisações por falta de areia e por determinação do TCE e etapas não contratadas/iniciadas
RSMonitoramento dos CorredoresindeterminadoDescartada para a CopaProjetos pendentes de aprovação na Caixa ou em fase de elaboração
RSComplexo da RodoviáriaindeterminadoDescartada para a CopaEtapa da obra, estação de ônibus com acesso subterrâneo,  não foi licitada
RSDuplicação da Av. Edvaldo Pereira Paiva e Corredor da Av. Padre Caciquemai/14ProrrogadaDesapropriações, reassentamentos e entraves ambientais
SPConstrução do Monotrilho - Linha 17 - Ouromai/14Descartada para a CopaAlteração do local da abertura da Copa--
SPExecução das obras e serviços de implantação do programa de desenvolvimento viário da Zona Leste da região metropolitana de São Pauloabr/14Normal Segundo o comitê local, as obras beneficiarão milhares de pessoas que trafegam diariamente pela região, além de aumentar as ligações e opções de acesso entre as partes norte e sul de Itaquera. O investimento total, incluindo despesas com projetos e desapropriações, será de R$ 548,5 milhões, sendo R$ 397,9 milhões do governo do Estado e R$ 150,6 milhões da Prefeitura de São Paulo. Cerca de 1.500 empregos diretos e indiretos devem ser gerados pelas intervenções.
SPExecução das obras e serviços de implantação de alças de ligação no cruzamento da Av. Jacu Pêssego com a Av. José Pinheiro Borges (Nova Radial) - programa de desenvolvimento viário da Zona Leste da região metropolitana de São Paulo.indeterminadoProrrogadaDesapropriações
Fonte: Matriz de Responsabilidade da Copa do Mundo - nov.2013/ Balanço da Copa do Mundo/ Governo Federal - set.2013/ Comitês Gestores Locais da Copa
*O levantamento inclui todas as ações em algum momento anunciadas para a Copa, incluindo as que foram modificadas, realocadas dentro de outros projetos, renomeadas, substituídas e descartadas.
**Todos os gestores municipais e estaduais foram procurados nas cidades-sede pelo G1 e tiveram ao menos três semanas para se manifestar.






Fonte: G1