Breaking News

Dinheiro descontado indevidamente pelo Governo não foi depositado na conta do SINTE-RN


Ninguém sabe onde foi parar o dinheiro descontado indevidamente dos professores que têm direito a indenização do terço de hora/atividade. Até a manhã desta quinta-feira(14) o valor não havia sido depositado e ninguém do governo explica o destino do montante. “É valor fantasma”, critica a coordenadora do Sinte-RN, Fátima Cardoso.

Fátima informa que a única coisa que apareceu foi o desconto e mesmo assim com o código errado já que referiu-se ao Sinte-RN, apesar da existência de um código espécifico para pagamento de honorários advocatícios.
O Sindicato esclarece que as falhas e a burocracia do governo impedem até que o próprio Sindicato restitua o dinheiro à categoria. “Não temos instrumentos técnicos necessários, nem acesso a listagens das vítimas dessa trapalhada ou mesmo ao dinheiro descontado irregularmente”, esclarece.
O Governo chegou a garantir que o pagamento da indenização seria feito integralmente no último dia 12. Não honrou o compromisso. Já no início da manhã desse mesmo dia, o SINTE-RN atuou pressionando os representantes do Governo, o que vem fazendo desde então.
Depois de muita insistência, na manhã desta quinta-feira(14), Fátima conseguiu uma resposta do Governo: a antecipação será de uma única parcela e a previsão de depósito é para a quarta-feira da semana que vem. “É um ataque aos bolsos do educador e à imagem do nosso Sindicato”, protesta Fátima.
O problema tem ampliado a demanda de tarefas do Sinte-RN, que hoje já enfrenta dificuldades de ação por causa da falta de diretores disponíveis. “O Governo tirou a disponibilidade dos dirigentes do Sinte-RN e ao mesmo tempo cria problemas que nos obrigam a estar presentes diariamente nas Secretarias de Educação e Administração. Mas não seremos vencidos por esse tipo de manobra”, finaliza Fátima.



Fonte: Sinte/RN