Breaking News

Por melhorias, policiais do RN ameaçam iniciar 'operação padrão'


Os agentes e escrivães da Polícia Civil do Rio Grande do Norte começam uma operação padrão em novembro. A informação foi confirmada pela vice-presidente do Sindicato dos Policiais Civis do RN (Sinpol/RN), Renata Pimenta. Segundo ela, dentre as medidas tomadas pela categoria, agentes e escrivães não viajarão se as diárias não forem pagas antecipadamente, não sairão das delegacias sem armamento apropriado ou em viaturas que ofereçam risco.
O secretário de Segurança Pública do Rio Grande do Norte, Aldair da Rocha, informou que não tem conhecimento da iniciativa do Sinpol. “Inclusive eu tive uma reunião com o delegado geral na manhã de hoje (23) e ele também não comentou o assunto. Não fomos comunicados ainda e eu só posso me pronunciar quando tiver conhecimento do fato”, disse.
De acordo com Renata Pimenta, o Sinpol está elaborando um “protocolo de recomendações” que será entregue em todas as delegacias e encaminhado ao Ministério Público Estadual, Delegacia Geral de Polícia e Secretaria de Segurança Pública do RN. A operação padrão, segundo ela, tem como objetivo garantir a eficiência dos serviços prestados pela polícia e a melhoria das condições de trabalho dos policiais.

“Nossa atividade já é muito arriscada. Quando a gente não cumpre esses protocolos a gente potencializa esses riscos”, disse. “Um policial não pode sair para uma operação de alto risco sem colete, sem armamento adequado, munição. O que acontece hoje é um improviso que está custando a morte de policiais e nós não podemos continuar trabalhando dessa forma”, complementou.

A vice-presidente do Sinpol ressaltou ainda que muitos agentes tiveram que custear despesas de viagens de trabalho porque o governo não repassou os valores das diárias. "Agora só viaja se as diárias forem pagas antecipadamente".

Fonte: G1/RN