Breaking News

PCC tem 242 integrantes no Rio Grande do Norte, aponta Estadão


O Rio Grande do Norte é um dos estados brasileiros com mais representação no Primeiro Comando da Capital, principal facção criminosa do Brasil. De acordo com reportagem do Jornal Estadão, baseada em informações do Ministério Público de São Paulo, 242 pessoas do RN são integrantes do PCC.
Desse total, 181 são pessoas presas e outras 61 homens ou mulheres que estão soltos. O número coloca o Rio Grande do Norte como o segundo estado do Nordeste com mais integrantes no PCC, perdendo somente para a Bahia, que tem 250.
O levantamento feito Estadão leva em conta dados do Ministério Público e da própria contabilidade do PCC. No organograma, o RN também aparece como o sexto estado com maior quantidade de membros no PCC. Os principais são São Paulo (7.800), onde o Primeiro Comando foi fundado, Paraná (626), Mato Grosso do Sul (558), Minas Gerais (252), Bahia (250) e Santa Catarina (243).
O Primeiro Comando da Capital é considerada a maior facção criminosa, tendo um estrutura bastante definida, com divisão de lideranças e atribuições. O PCC é comandado pelo seu fundador, Marco Camacho, mais conhecido como Marcola. Na facção, ele é chamado de Sintonia Fina Geral.

Reprodução / Estadão.com.br