Breaking News

MP quer coibir retenção de macas do Samu em hospitais do RN


O Ministério Público Estadual do Rio Grande do Norte recomendou ao secretário estadual de Saúde, Luiz Roberto Fonseca, e ao secretário municipal de Saúde de Natal, Cipriano Maia, que tomem providências para coibir a prática irregular da retenção de macas do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) nos estabelecimentos de saúde da Grande Natal. A recomendação foi publicada no Diário Oficial do Estado desta quarta-feira (16).
De acordo com a publicação, o MP recomenda que os gestores da Saúde do Estado e Município  expeçam atos ordinatórios para liberação imediata das macas atualmente represadas nas unidades de saúde, com a garantia do adequado atendimento ao usuário e adotem providências concretas e efetivas para evitar que tais situações voltem a se repetir.
“Desde já adverte que a não observância desta recomendação implicará na adoção das medidas administrativas e judiciais cabíveis, devendo ser encaminhadas à 47ª Promotoria de Justiça informações pormenorizadas quanto às medidas administrativas adotadas para o atendimento da presente recomendação, no prazo de 5 dias”, diz a publicação.
A retenção de macas do Samu nos hospitais da capital e região metropolitana é recorrente. O G1noticiou no último dia 10 que uma idosa de 67 anos morreu na Unidade Mista de Saúde do bairro Cidade de Esperança, na zona Oeste de Natal, aguardando uma ambulância. Funcionários do posto de saúde e parentes telefonarem mais de 10 vezes para o socorro médico, mas quando a ambulância chegou a idosa já estava morta. Ao tentarem contato com o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), parentes e funcionários foram informados que não havia ambulância disponível. O então médico regulador do Samu Natal, Jaílson Martins, informou que no momento dos chamados seis ambulâncias estavam com macas presas no Pronto-socorro Clóvis Sarinho, na zona Sul da capital potiguar.
Exonerações
O Diário Oficial do Município (DOM) desta quarta-feira (16) trouxe a exoneração dos coordenadores de enfermagem e de administração do Samu Natal. Raniere Dantas da Costa assumiu a coordenação de enfermagem e José Claudio Miranda de Macedo assumiu a coordenação de administração. O DOM trouxe ainda a nomeação de Renata Moreira Campos como coordenadora geral do Samu Natal.


FonteG1/RN