Breaking News

PM barra Polícia Civil de usar carro de som no Centro Administrativo do RN

Policiais Militares fizeram barreiras nas três entradas do Centro Administrativo do Estado, em Lagoa Nova, zona Sul de Natal. O objetivo, de acordo com o coordenador de Segurança do Gabinete Civil, coronel Sérgio Guimarães, é impedir a entrada de carros de som para não interferir no trabalho das secretarias. Para Djair Oliveira, presidente do Sindicato dos Policiais Civis e Servidores de Segurança Pública (Sinpol/RN), a medida tem o objetivo de barrar a manifestação dos grevistas da segurança pública previamente marcada para esta segunda-feira (16).

O  coronel Sérgio Guimarães informou que ninguém está sendo impedido de entrar no Centro Administrativo. “O reforço na segurança é para impedir apenas a entrada de carros de som para que o funcionamento das secretarias não seja prejudicado”, afirmou.
A entrada próxima à Avenida Prudente de Morais foi fechada com correntes e seis policiais da Rocam estão no local para impedir o fluxo de veículos. Já na entrada próxima à BR-101, um caminhão da cavalaria da PM foi estacionado em uma das vias deixando apenas uma pista de entrada liberada. Na entrada da Rua Raimundo Chaves a também entrada é controlada por policiais militares.
O que quer a Polícia Civil
- Nomeação e curso de formação dos aprovados no último concurso;
- Vale refeição para os agentes;
- Serviço terceirizado de limpeza das delegacias;
- Retirada de presos das delegacias;
- Melhoria das condições de trabalho
- Reajuste salarial
Apesar das barreiras, os policiais civis estão conseguindo entrar no Centro Administrativo e já se concentram próximo à Governadoria. “Nós queremos negociar. Só queremos ser recebidos pela governadora para negociar nossa pauta de reivindicações. Não somos baderneiros, vândalos, somos policiais civis, trabalhadores. Como é que um governo que diz que quer negociar coloca policiais do Bope e do Choque na entrada do centro administrativo para impedir a entrada dos policiais civis?”, questionou.
Na última sexta-feira (13), policiais civis passaram o dia concentrados no Centro Administrativo com o objetivo de serem recebidos pelo secretário de Segurança Pública, Aldair da Rocha, mas não foram atendidos. Por volta das 18h, os policiais fecharam as delegacias de plantão das zonas Sul e Norte de Natal como retaliação por não terem sido recebidos.
Grevistas querem ser recebidos pelo secretário de Segurança (Foto: Elaine Vládia)



























Fonte: G1/RN

Nenhum comentário